Posts Tagged ‘SOAP’

[JBoss World 2008] James Ward: Porting from web 1.0 to RIA

Thursday, February 14th, 2008

James Ward, evangelista da Adobe, fez uma apresentação muito legal sobre como criar Rich Internet Applitacions com Flex, usando back-ends robustos em Java com JBoss.

Essa apresentação teve muito a ver com o artigo que ele publicou no InfoQ sobre como portar aplicações HTML tradicionais para Flex, escrito em conjunto com Shashank Tiwari (mais detalhes no blog do James).

No início ele mostrou um demo sensacional de uma aplicação de seguros que eles migraram de “web 1.0″ para Flex. Realmente o poder das interfaces ricas é impressionante. Outro demo interessante foi do eBay Desktop, que tem uma boa combinação de HTML e Flash (usando o Adobe AIR), resultando em uma interface muito bonita e funcional.

Ultimamente na Globo.com temos trabalhado muito com Flash, por causa do player do Globo Vídeos. Antes disso eu nunca tinha trabalhado com Flash e talvez por isso nunca tenha tido a oportunidade de sentir tão de perto seu potencial. Flash/Flex/AS3/AIR/etc abrem um novo mundo de possibilidades, dando o poder de criar interfaces com usabilidade e interatividade excelentes, e ainda com um forte apelo visual.

Ele apresentou o conceito de “SOARIA” (aliás, quando ele falou isso eu comecei a rir sozinho, parecia que ele estava falando “sorria”). O que ele chama de SOARIA significa SOA + RIA, ou seja, aplicações ricas (RIA) que interagem com o back-end através de serviços (SOA). IMHO, acho essa abordagem muito legal, porque evita aquela dependência cíclica que sempre acaba se formando entre o Flash e a aplicação.

No final, vimos um benchmark interessante, comparando vários modelos de carregamento de dados em aplicações RIA usando Flex, Laszlo e Javascript/Ajax, integradas com serviços SOAP, pure-XML, HTML e JSON. O benchmark analisa como cada um desses modelos impacta em performance, consumo de banda e consumo de memória na máquina cliente. Fiquei surpreso com os resultados… Por exemplo, a aplicação mostra que o Dojo tem uma performance surpreendentemente ruim quando comparado a aplicações Flex, que têm uma performance normalmente superior a todas as outras (atenção, se você for rodar os testes não se esqueça de desabilitar o Firebug antes!).

A Adobe realmente acertou com o Action Script 3, Flex, AIR e todos esses novos produtos que têm sido lançados. Tenho que tirar o chapéu.

A guerra entre REST e WS-* acabou!

Wednesday, July 4th, 2007

Acabo de ler um artigo no InfoQ entitulado The REST versus WS-* war is over!.

Só que pra ser bem sincero eu não concordo muito com este artigo. Para mim essa guerra nunca existiu.

Veja bem, é mais ou menos como tentar fazer uma guerra entre facas de pão e facas de peixe para tentar descobrir qual é a melhor. Oras, se você está comendo peixe, a melhor faca é a faca de peixe. Se você vai cortar um pão, a melhor faca é a de pão. Tá bom, essa analogia foi ridícula, mas é tão ridícula quanto uma comparação entre REST e WS-*/SOAP.

O que eu quero dizer é que, assim como funciona com as facas, o tipo de webservice que se usa varia em função do cenário de uso.

Nem todos os tipos de sistemas precisam da quantidade de recursos que WS-*/SOAP oferecem e isso torna-se um overhead desnecessário. Por exemplo, é muito mais fácil fazer mashups e sites com vários recursos Ajax utilizando webservices REST. Em compensação você pode precisar fazer orquestrações de webservices, operações transacionais, roteamento e outras coisas que REST não oferece mas que com WS-*/SOAP se faz com relativa facilidade.

Certamente há espaço para os dois no mercado, não vejo motivos para encararmos como uma guerra.

IDLs para REST

Monday, June 18th, 2007

Ultimamente têm se discutido muito se webservices REST precisam ou não de uma IDL (Interface Description Language) que seria mais ou menos o que o WSDL é para webservices SOAP.

Enquanto a discussão rola, alguns já começaram a desenvolver soluções, como é o caso de Thomas Steiner que lançou a versão 0.3 da sua ferramenta REST Describe & Compile tool.

Para ver que tipo de saída é gerada pela ferramenta, você pode testar a versão online do REST describe. Caso você não tenha uma URL para testar, use algum dos webservices da Last.fm (Audioscrobbler) como este que obtém os 50 artistas que eu mais ouço: http://ws.audioscrobbler.com/1.0/user/gchapiewski/topartists.xml.