Jornalismo colaborativo é demais!

Convenhamos, é impossível ter repórteres em cada lugar do mundo cobrindo cada coisinha que acontece todos os dias. Eu suponho que os repórteres (ou alguém que eu não sei quem é) têm que “escolher” os eventos que vão cobrir já que não podem cobrir todos. Com isso muitas coisinhas menores certamente ficam sem cobertura.

Então, eis que surge uma das idéias mais interessantes nessa história de web 2.0: o jornalismo colaborativo.

Hoje em dia qualquer celular de R$ 200 tem câmera. Já imaginou isso sendo usado à favor do jornalismo? Cada pessoa com um celular e câmera na mão pode virar um repórter. É simples: se você está passando por um acidente, por exemplo, você tira uma foto e escreve uma pequena matéria, envia para algum site e ela será publicada.

Nessa madrugada eu experimentei isso pela primeira vez com o Vc no G1. Uma árvore caiu na minha rua e eu tratei de registrar e mandar a notícia pelo site.

Eu acredito que no futuro existirão jornais inteiros produzidos por internautas, que com aparelhos cada vez mais modernos conseguirão inclusive publicar as matérias em tempo real do próprio celular!

Web 2.0 é o que há! :D

Tags: , ,

3 Responses to “Jornalismo colaborativo é demais!”

  1. peron says:

    É verdade, mas uma preocupação nesse sentido é a veracidade da informação (de toda essa informação) e haverá de ser necessária uma boa organização desse conteúdo todo, ou teremos informação desnecessária.

    Outra preocupação seria o tendenciamento de textos, mas isso já ocorre hoje, em Jornais, Revistas e Internet, onde o conteúdo favorece algo ou alguma empresa, mas com essa maior liberdade, talvez fique mais difícil esconder..

    Mas também acredito que esse seja o caminho..

    Abraços

  2. Só tem um probleminha: Como verificar a veracidade das informações ? Hoje em dia a mídia já é manipuladora, nada impede as pessoas de criar notícias falsas. Talvez exista alguma forma de impedir isso. Eu particularmente ainda não pensei como seria.

  3. A princípio vejo 2 formas:

    1) Como o G1 faz: ter uma equipe de editores verificando o conteúdo enviado. Se há suspeita de que o conteúdo é falso ele não é publicado.

    2) Algo como o Digg faz: as próprias pessoas classificam e qualificam as notícias e baseado em ranking você tem um conjunto de notícias que são interessantes para várias pessoas (e normalmente as pessoas não vão achar notícias fake interessantes).

    [ ]s, Guilherme

Leave a Reply